sábado, 30 de abril de 2011

Homens de Deus se vão. Suas mensagens permanecem!

O mundo cristão perdeu um grande soldado. Pastor David Wilkerson. Tenho muita honra em dizer que fui um dos que aqui no Espírito Santo o que  mais exibiu o filme "ACRUZ E O PUNHAL" na década de 80 e 90. Através da historia de Nick Cruz, um jovem alcançado para Cristo, ví muitos jovens se prostando de joelhos aos pés do Senhor.   Com o filme,  ganhamos muitas almas para Cristo com um  pequeno projetor de 16 mm com o qual evangelizavamos nas praças, igrejas e retiros. O servo de Deus foi recolhido às mansões celestiais, mas as suas mensagens, permanecem vivas entre nós,  ficando como um  legado o filme, os livros e as  mensagens edificantes como esta que há algum tempo assistí  e, confesso,  fui profundamente impactado por ela. Parabéns ao pastor Ciro Sanches Zibordi, por relembrar e postar esta gloriosa mensagem. SERÁ QUE NÃO FOI POR ESTAS LÁGRIMAS QUE DEUS O LEVOU? PARA NÃO SOFRER MAIS COM ESTAS COISAS QUE ESTÃO ACONTECENDO ENTRE OS CRENTES?

Pastor Joel N. Freire - Jornalista

 

 

O que David Wilkerson disse a respeito da “unção do riso” e do “reteté”

Por: Ciro Sanches Zibordi
Este vídeo foi publicado neste blog e em outros há mais de um ano. Mas resolvi republicá-lo, a fim de que não nos esqueçamos das contundentes mensagens do saudoso pastor, escritor e profeta David Wilkerson, que partiu para a eternidade há poucos dias.

 Em Cristo,

Ciro Sanches Zibord
i

 

terça-feira, 26 de abril de 2011

2012: Enquanto o futuro não vem...

Viva o presente!
Já é tempo de falar sobre eleições?  

Fim do mundo


Ficou esclarecido que o “Fim do mundo” previsto na profecia dos Maias para o ano que vem (23 de dezembro de 2012), fato que até virou filme,  não passa de uma falsa interpretação  do que os antepassados dos mesoamericanos realmente queriam dizer. É o que afirmam os arqueólogos que estudaram as placas de pedra.
De vez em quando aparece alguém tentando prever o futuro e passar por cima das Palavras de Jesus, que disse:  “Porém o dia e a hora ninguém sabe...”  (Mc.13.32)
Pelo que sabemos, enquanto a terra durar terá semeadura, colheita, verão, inverno, frio e calor, noite e dia.  Sem que o mundo acabe ainda, uma coisa é certa: acabam-se os anos, governos, reinados e mandatos políticos. A  vida passa diante de nós como a noite e a bíblia a compara ao sono (Sl 90.5), vapor (Tg. 4.14), erva (Jó 14.2).
Mesmo que o mundo não acabe este ano ou no outro, cabe aos cristãos buscar o Reino de Deus (Mt. 6.33) para que estejam prontos quando chegar o Glorioso dia.




Tempo     


Em apenas um momento pode se viver uma vida. Algumas pessoas vivem correndo atrás do tempo, mas parece que só alcançam quando morrem enfartados ou algo assim. Para os outros, o tempo demora a passar; ficam ansiosos com o futuro e esquecem-se de viver o presente, que na verdade é o único tempo que existe. Tempo todo mundo tem por igual. Ninguém tem mais ou menos que 24 horas por dia. A diferença é o que cada um faz do seu tempo. Precisamos saber aproveitar cada momento porque a vida é aquilo que acontece enquanto fazemos planos  ou nos preparamos para o futuro.

Eleições


Por falar em se preparar, este ano começam entre nós as mobilizações e lançamentos das  pré-candidaturas para o pleito municipal do ano que vem. Evangélicos ou não, no ano que vem teremos que votar de novo e eleger nossos prefeitos e vereadores.  Não podemos nos omitir agora e depois ficarmos reféns das leis injustas, das cobranças indevidas e o que é pior; cometermos o erro de elegermos quem não cumpre os compromissos que faz em campanha. No ano que vem, vem de novo as promessas de um futuro melhor, de emprego, de legislar ou administrar em função de proteção e amparo às igrejas como entidades organizadas, enfim surgirão novamente promessas que enchem os olhos de quem quer um futuro melhor. Mas depois que passa, os eleitos estão bem, com um salário compensador pelos próximos 4 anos e o resto, o resto se torna resto. É pecado vender o voto, mas também não é certo votar sem “comprar” a idéia ou proposta do candidato. Chega de decepções. Agora nossa escolha deverá ser criteriosa, levando em conta a análise da vida do político, passando-o pelo crivo da Palavra de Deus.                                                                                                                        
Como todos estes anos o Jornal A Notícia divulgou de forma  independente os políticos e seus mandatos, em 2011 e 2012 vamos continuar.  Se temos dado mais ênfase a algum ou outro candidato isto tem a ver com a forma que tem nos ajudado, mesmo assim estamos sempre abertos a todos. O que tem acontecido é que no período de eleições sempre ajudamos à Assembleia de Deus a eleger um candidato a prefeito, a vereador, a deputado e até a governador. Tão logo saem os resultados, os beneficiados são os que a liderança de convenção indica. No final quem ganha são sempre os líderes de convenções.  Nunca um lider de convenção nos indicou para assumir um cargo na área de comunicação ou de assessoria de imprensa do Poder Público. Quando os candidatos apoiados pelas Assembléias de Deus, que nós também apoiamos e divulgamos no jornal são eleitos,  Somos esquecidos, descartados. Foi assim com  Helder, Vidigal, Max , Neucimar,  Hartung, Jurandy, e agora Casagrande... 
Mas Graças à Deus por tudo. Vamos seguir adiante porque este é o trabalho que fazemos com prazer e não podemos parar. A partir de agora vamos começar mais cedo a falar sobre eleições, a cada edição deste jornal temos a missão de informar e esclarecer ao povo de Deus sobre quem são os candidatos para o ano que vem e quais as suas propostas.   Quem entre nós estará a altura para receber o  voto do povo de Deus no ano que vem? Já começou a pensar nisso? Será que  está  faltando gente entre nós que tenha as qualificações para tal? Será que nosso povo terá que escolher prefeito e vereador que não seja dentre os nossos irmãos? Ainda que isto ocorra em 2012, não seria o fim do mundo, porque tem muita gente preparada entre nós, como também, é bem certo que há muitos administradores não evangélicos que tem postura, compromisso e seriedade com a causa pública e poderá ser neles que o povo irá  depositar confiança e o voto agora.

Pr. Almir e pastor Joel N. Freire

     Pastor Isack Samora ao lado do vereador Esmael

Deputado Audifax, servo de Deus mais votado entre nós.

Os evangélicos capixabas contam com várias opções de políticos sérios como o pastor Almir Neres, Audifaz Barcelos, Vandinho Leite, Esmael Almeida, pastor Reginaldo Loureiro, entre outros. Vamos esquecer o que passou, viver o presente pensar desde já em quem serão os nossos candidatos para o pleito municipal em 2012.
 O FUTURO A DEUS PERTENCE.

domingo, 24 de abril de 2011

AD em Jardim América: Metas estabelecidas e vitórias alcançadas.

15 Seminaristas internos. Nordestinos que estão sendo formados pela Missão Josué      


No  ano do Centenário das Assembleias de Deus no Brasil, a AD em Jardim América, sob a liderança do pastor José Oscar Pereira, com o apoio da igreja e equipe pastoral tem mais motivos para comemorar: adquiriu uma área de 1.000 m2,  que vai permitir a ampliação do templo atual, que deverá atingir a dimensão de 2.700 m2.

Área de 1.000 m2 adquirida pela igreja,  que vai permitir a ampliação do templo atual
A Missão Josué, com 18 anos de atividades mantém 84 missionários no Brasil e no exterior, vem preparando missionários e seminaristas que são enviados ao campo, como os 15 seminaristas  internos (foto), que vieram do nordeste  no mês de janeiro e estão sendo preparados para atuarem na obra missionária.  A ETEMI – Escola Teológica de Ensino Missiológico Interdenominacional, única no Estado que trabalha com visão missionária,  também completa  10 anos,  Os seminaristas dispõem de material didático, sustento,  alojamento e transporte por conta da Missão Josué, que em 2010 apresentou relatório de  investimento em missões na ordem de R$ 412.991,00 (Não incluído pagamento que alguns missionários recebem direto dos mantenedores). O investimento é oriundo das ofertas voluntárias e parcerias estabelecidas com várias igrejas

No ano passado foram iniciadas as obras de construção do Centro de Eventos e Lazer da AD em Jardim América, um projeto inédito na história da AD capixaba, num espaço com 25.000 m2, em Xurí, Vila Velha e terá local para esportes, área verde e trilhas, refeitório, alojamentos, área de camping, sanitários, estacionamento e auditório: “Uma grande realização que nossos filhos e netos vão desfrutar no futuro. Não se trata de uma área só para lazer. Haverá ali encontros de casais, para terceira idade, jovens e crianças, casamentos, reuniões para estudo da Palavra, curso de treinamento para missionários, e tudo o mais que serve para  edificar o Corpo de Cristo”, disse o pastor José Oscar, que também completa  36 anos de liderança na AD em Jardim América.
Equipe de pastores da AD em Jardim América,                                no lançamento da Pedra Fundamental                                                do Centro de eventos e lazer da AD.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Jornal A Notícia: Uma história de luta nestes 9 anos.

Entramos no 9º ano levando A Notícia aos assembleianos capixabas. Ainda há muito a ser feito por esta denominação, que  completa um século de existência. Aqui no Espírito Santo, o jornal A Notícia, como uma pequena sombra de Mensageiro assembleiano tornou-se pioneiro na divulgação dos trabalhos da denominação, de forma geral. Este trabalho foi iniciado em 2003 sem qualquer pretensão de se comparar, superar ou contrariar o maravilhoso jornal que  Gunnar Vingren iniciou no ano de 1930. O jornal Mensageiro da Paz, órgão oficial da Convenção Geral – CGADB, está consolidado como um veículo de comunicação evangélico que desfruta de grande respeito e credibilidade entre o povo assembleiano, embora na atualidade tenha perdido o seu foco original e que agora só edita artigos, mídias reprtagens e opiniões restritas aos membros da Mesa diretora da CGADB, produtos e serviços da CPAD e Patmos Music. Sendo assim, a partir de 2003, o jornal A Notícia começou a se despontar na Grande Vitória, onde o Mensageiro não pode ou não quis entrar. Passamos a divulgar ministérios e atividades que por certo não encontraríamos no Mensageiro: As atividades da Convenção Madureira, os cantores de nossa terra, os pequenos ministérios, as realizações das igrejas locais, a atividade política capixaba, produtos e serviços de grandes empreendedores e dos irmãos mais humildes, tudo isto passou a ser conteúdo do jornal A Notícia.

Como um instrumento de concórdia, A Notícia também uniu de uma vez em uma só publicação os ministros de todas as convenções assembleianas, eram expostos lado a lado nas reportagens e anúncios de seus eventos. Nas eleições das AGOs, revelamos lado a lado, com isenção e sem discriminação quem eram os candidatos aos cargos eletivos nas convenções, fato inédito em um jornal assembleiano capixaba. Líderes das convenções, ministros convencionais e membros das igrejas manifestaram-se satisfeitos com a iniciativa e se propuseram a orar e contribuir para a continuidade do jornal, com raras exceções é claro. Diante disso empolgados com a promoção moral e espiritual do povo de Deus, continuamos a orar e trabalhar, no propósito de divulgar o segmento de forma geral. Acompanhamos de perto e registramos a história da Assembleia de Deus capixaba: abertura e realizações das igrejas, história de pioneirismo pentecostal, o mandato dos líderes frente às convenções, as grandes assembleias e os postulantes aos cargos nas eleições convencionais, encontros de União Feminina e mocidade. Nas eleições seculares revelamos a nossa posição e a posição de líderes evangélicos em relação aos políticos, este foi um dos fatores que por muitas vezes gerou controvérsias, uma vez que a opinião do jornal nem sempre se alinhou ao desejo da Comissão para assuntos políticos da convenção e fomos convidados por muitas vezes a dar explicações sobre o nosso editorial quando emitimos opinião própria contrariando a forma como alguns líderes em nosso meio se comportam diante do rebanho principalmente no período de eleições seculares, em benefício próprio.

Para evitar mais controvérsias e desgastes junto ao colegiado da qual fazia parte como secretário de comunicação, solicitei desligamento da função após vários anos de serviço prestado à entidade. Confesso que me partiu o coração quando fiz o pedido, mas fiz conscientemente que aquilo era apenas por um tempo, para evitar mais atritos resultados  pelas perseguições que sofrí e para poder emitir as minhas opiniões com mais liberdade sem as amarras do cargo. Mais tarde solicitei também o desligamento da convenção CADEESO. Esta iniciativa foi justificada no ofício que enviei à Mesa, mas que foi arquivado sem ser lido, o que me fez publicar o texto na página 2 da edição 36, e dar ciência aos leitores e colegas de ministério sobre a minha decisão. A publicação saiu logo após a realização da 39 AGO da CGADB, com o título "mudança de convenção", o qual, aqui transcrevo parcialmente: "Tendo em vistas as novas oportunidades de trabalho e a bem da obra do Senhor, sendo assim, quero agradecer por tudo o que fizeram por mim durante o tempo em que estive nesta convenção (16 anos, sendo que oito anos atuamos como secretário de comunicação) se por esse tempo fiz mal à Cadeeso ou a qualquer colega ministro, peço que me perdoem conforme preceitua a Palavra de Deus, para que juntos possamos entrar no céu pelas portas". Quando esta edição chegou à convenção, tomamos conhecimento que o jornal havia sido recolhido por ordem de alguns membros da mesa e guardado numa sala para ser jogado fora. De nada isto adiantou, fomos para a fila de almoço e lá todos os convencionais presentes receberam o jornal. Aos que não estavam lá, tomamos o cuidado de enviar pelo correio e receberam a publicação na comodidade de sue lar ou na sua igreja.

Desde as epístolas até aos apologistas, a história da igreja mostra que a perseguição sempre existiu contra os cristãos que ousaram escrever. Aqui no Estado, alguém ainda se lembra do humilde pastor Waldevino Tononi? Diretor e editor da Revista Boas Novas, na década de 70? (Aí está um servo de Deus que merecia ser homenageado), homem que com sua tipografia, prestou relevantes serviços à denominação, na confecção de impressos e na promoção social do nosso povo, mas sofreu represálias e teve que parar com suas revistas quando começou a expor, de forma humilde, o que pensava.
Sofrer a perseguição, como sofreram os editores das primeiras edições do nosso querido Mensageiro da Paz, valia a pena, porque ela vinha dos incrédulos, contrários à mensagem pentecostal escrita e pregada naquela época por homens como Gunnar Vingren, Samuel Nystrom, Emílio Conde e outros. Duro de aceitar é quando a contradição surge dde dentro do próprio segmento, que vem dosque se dizem seus irmãos.

No auge de completar 100 anos no Brasil, a Assembleia de Deus não tem só idade, tem proporções gigantescas e poderia fazer muito mais pelo social, estaria em evidência nos meios de comunicação, teríamos mais representantes no Poder Público, batizaríamos milhares de capixabas a cada mês, tudo isto se mantivéssemos a unidade que o Senhor nos concedeu. A Assembleia de Deus tem muita coisa para comemorar, mas deve reconhecer que precisa sofrer uma profunda reforma em alguns aspectos, muita coisa precisa ser mudada. Enquanto a mudança não vem, muitos ministros optam por mudar de convenção, para evitar problemas e constrangimento. Sofrem com a conseqüência da falta de diálogo. Muitas vezes a saída é motivada por questões tão simples, que analisadas com amor cristão e sensibilidade são facilmente dirimíveis. Contudo, temos visto esta realidade; ministros ameaçados de perderem suas igrejas, envergonhados perante o rebanho ou num plenário convencional, diante do olhar penalizado dos que mesmo vendo a injustiça imperar, nada podem ou nada querem fazer, a fim de não contrariarem a liderança.

Vamos em frente. Hoje a realidade tem sido outra. Desfrutamos de paz e concórdia com os líderes das convenções capixabas, com colegas ministros membros das diretorias, além de contamos com o apoio de uma grande parcela dos assembleianos capixabas em relação ao jornal. Em fevereiro deste ano iniciamos uma nova fase com muito entusiasmo, pois sabemos que tem muita gente orando por nós e observando como Deus tem nos conduzido. Daqui a pouco mais, tudo passará, a história ficará registrada e as boas obras permanecerão. Deus é fiel, Justo e verdadeiro e saberá dar a cada um a verdadeira homenagem; o galardão pelas obras.
Um grande abraço e parabéns para todos nós. Aos mais idosos os meus respeitos e consideração. Aos mais novos aconselho cautela e muita oração. Agora que completamos 100 anos, podem nos chamar de  CENTENÁRIOS. Isto é motivo de honra.
Pr. Joel N. Freire

Pr. Alvaro, presidente da CEMADES,  leitor e contribuinte do jornal


Ministros da AD em Carapina, com o presidente pastor Altamir numa AGO da CADEESO
Primeirassapatas da contrução da sede da CADEESO


Pastor Samuel Câmara, numa AGO da CADEESO.

Plenário Convencional


Comissão política apresenta candidatos apoiados pela CADEESO

Pr. Ivan Bastos em AGO


Pr. Paulo Feu discursa na AGO da CADEESO e recebe apoio da Mesa

Irmã Ritinha,  apresenta A Notícia em Linhares



Chapa Alternativa teve registro impugnado.


componentes da Chapa Alternativa


Políticos apoiados pela Comissão política da CADEESO.

penário da AGO da CEMADES

Plenário da AGO da CEADER


Fraternal na CONEMAD- MADUREIRA


Líderes na sede da CADEESO, em construção

Candidata recebe apoio da Comissão política da CADEESO.


 Estas são algumas das fotos que farão parte do acervo que publicaremos futuramente em nosso site com legendas. O Jornal A Notícia dispõe de acervo com mais de 5 mil fotos, de eventos convencionais. para utilização de fotos pode nos ser solicitada que enviaremos. Favor dar os créditos devidos previstos em lei; Jornal A Noticia.